Dicas de Saúde

Assine as nossas
Dicas de Saúde e Beleza!

Veja outros Posts

Como remover cicatrizes? Cuidados e tratamentos

Como remover cicatrizes? Cuidados e tratamentos

Diferentes na cor ou na textura do restante da pele do corpo ou rosto, algumas cicatrizes podem incomodar bastante e prejudicar a autoestima de quem carrega esse tipo de marca. Algumas pessoas se sentem tão incomodadas que fazem de tudo para esconder o sinal. Outras procuram saber se é possível e como remover cicatrizes.

E sim, dependendo da cicatriz é possível reduzi-la ou até mesmo removê-la por completo. É o que a gente mostra no post de hoje. Mas antes de mais nada, entenda melhor o que são as cicatrizes e como elas se formam.

Entenda como as cicatrizes se formam

O tamanho e evidência de uma cicatriz dependem do local e da intensidade do dano sofrido pela pele. Elas se formam depois de cortes, traumas, queimaduras, feridas, cortes de cirurgias e até mesmo por causa de inflamações na pele, como é o caso das cicatrizes de acne ou catapora.

Na tentativa de reparar o tecido dérmico, nosso organismo produz tecido fibroso, que é diferente do normal. A aparência pode variar bastante: avermelhadas ou da cor da pele, finas ou largas, grossas, em alto relevo ou formando uma depressão na superfície da derme.

Cicatrizes de acnes

Pessoas que sofrem ou sofreram com espinhas e cravos de forma mais intensa geralmente ainda passam por um outro problema, as cicatrizes de acne. Elas podem se desenvolver na pele do rosto, costas, colo, etc. Mas a facial é a que tende a incomodar mais e motivar a procura por tratamentos estéticos.

Cicatrizes de acne podem ser atróficas, quando formam uma espécie de buraco ou hipertróficas, quando possuem aspecto mais inchado no relevo da pele.

Se você é uma dessas pessoas que ainda sofre com acne, a indicação mais importante é: não esprema as espinhas em hipótese alguma! Isso atrapalha o processo de regeneração da pele e acaba deixando as cicatrizes.

Quelóide

A quelóide também é uma espécie de cicatriz. Ela ocorre quando há uma superprodução do tecido cicatricial. Apesar de não ser uma condição prejudicial à saúde, sua presença costuma causar um incômodo estético muito grande.

Nas pessoas propensas à formação de quelóide qualquer lesão pode originar a marca. Cortes cirúrgicos, perfurações de piercings, tatuagens, queimaduras, etc.

Pessoas negras e orientais geralmente têm maior tendência a desenvolver quelóide. Quem tem essa predisposição precisa tomar mais cuidado ao realizar qualquer procedimento dessa natureza e principalmente informar ao cirurgião, body piercer, tatuador, etc., assimi como fazer acompanhamento com dermatologista. 

Cuidados especiais com cicatrizes são necessário?

A resposta é sim, são necessários alguns cuidados especiais com cicatrizes em relação à pele que não sofreu nenhum dano. Isso porque esse tecido perdeu algumas característica em relação à pele normal, como a defesa. Isso faz com que o uso de protetor solar seja essencial.

Essa pele também pode precisar de maior hidratação, pois pode ficar mais ressecada.

Como tratar

Alguns tipos de cicatriz podem desaparecer sozinhas em alguns meses, já outras não são capazes de sumir ou diminuir espontaneamente e algum tratamento estético pode ser necessário.

Existem casos que só são resolvidos com cirurgias plásticas, mas as marcas e sinais mais leves podem ser resolvidas com tratamentos muito menos invasivos.

O mais simples e que pode até mesmo ser feito em casa é o a base de cremes. Um dermatologista pode prescrever o melhor produto para cada caso.  

Existem também os tratamentos que podem ser feitos em clínicas de estética. Para as cicatrizes de acne, alguns tratamentos mostram um resultado bastante positivo.

O laser Erbium Fracionado e o peeling químico agem removendo a camada superficial da pele e estimulando a produção de colágeno na área tratada. Agindo de uma forma parecida, o microagulhamento também pode ser uma alternativa de tratamento, já que as microperfurações feitas no procedimento induzem um processo inflamatório que estimula a renovação celular.

Assim como rugas e sulcos, as cicatrizes atróficas (que formam depressões na pele) podem ser tratadas com preenchimento. Aplica-se ácido hialurônico ou alguma outra substância como polimetilmetacrilato, capazes de preencher esse espaço. O efeito é uma pele mais lisa e uniforme e a duração depende muito da substância utilizada.

Para saber se algum desses tratamentos é indicado para qualquer caso específico, agende uma avaliação gratuita na unidade ClinEscultural mais próxima de você.

Gostou do nosso conteúdo sobre as formas de cuidar e remover cicatrizes? Conte nos comentário o que achou. Deixe também suas sugestões e dúvidas. Envie este post para alguém que possa estar precisando das nossas dicas.

Acompanhe a gente nas nossas redes sociais e assine a newsletter para não perder nenhuma novidade. Até breve!

 

Deixe seu Comentário

Confira nossos tratamentos

Fique por dentro de nossos tratamentos de Emagrecimento, Estética Corporal, Estética Facial e Depilação a Laser! 

Tecnologia de Ponta

Conheça todas as nossas tecnologias!

Você também pode se interessar

Avaliação gratuita

Avaliação gratuita